25 de fev de 2016

Donzela, Mãe e Anciã por Roberta Struzani

Dentro de alguns conceitos assim como boa parte das tradições Pagãs os ciclos das Deusas são divididos em três estágios Donzela, Mãe e Anciã, mas sabemos que o mundo moderno requer uma série de readaptação e não precisamos viver enraizados em padrões anteriores. 

Pensando então que os processos biológicos de crescimento hoje já não são os mesmos, a criança que age como adulta, a mulher com trinta anos que toma anticoncepcionais e não engravida, a Deméter que entra na menopausa antes de ganhar a sabedoria sobre si, então foi preciso dividir em maiores números estes ciclos. O que faz com que as Deusas ganhem mais uma característica fundamental para a interpretação da Roda das Deusas.

PERSÉFONE (como Donzela) rege a infância e a juventude

ÁRTEMIS e ATENA regem a adolescência, o inicio da idade adulta e a transição.

DEMÉTER E AFRODITE regem a maternidade, os relacionamentos e a maturidade

HERA rege a segunda metade da vida, a mulher.

PERSÉFONE (como Anciã) rege a velhice e a morte, a mulher “sábia”.

O fato de haver quatro Deusas competindo pela nossa lealdade nos deixará exauridas, principalmente se a Deusa predominante em você for Perséfone ou Hera que as deixam tão exigentes consigo mesma. Mas é justamente este conflito que muitas mulheres se encontram, e tomar consciência da sua Roda da Vida, irá lhe esclarecer valores, de imediato as alunas dizem já passam a lembrar da Deusa que as domina e das que estão anulando a cada atitude na vida, se optam por um caminho, já refletem, “Olha lá minha característica de Perséfone”. Ou ainda ficam refletindo, “Por isso foi tão difícil me desprender daquele relacionamento, é minha Hera que grita mais alto”. 

Texto de Roberta Struzani do site 

http://odespertardofeminino.blogspot.com.br/2012/06/o-estudo-dasdeusas-interiores-atraves.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário