21 de fev de 2016

Os principais tipos de arquétipos de Deusas por Roberta Struzani

Mulher Atena: regida pela Deusa da sabedoria e da civilização, ela busca a realização profissional numa guerreira, envolvendo-se com educação, cultura intelectual, justiça social e política.

Mulher Afrodite: regida pela Deusa do amor, esta voltada principalmente para relacionamentos humanos, sexualidade, romance, beleza, inspiração artística. Deverá tomar cuidado com intrigas, tendência a hábitos fúteis e em decepções amorosas pode assumir postura de mulher que cansou de sofrer e acaba se envolvendo com muitos homens, retendo mágoas em cima de mágoas sem perceber até podendo cair em profunda depressão.

Mulher Perséfone: regida pela Deusa do mundo avernal, ela é mediúnica, atraída pelo mundo espiritual, pelo oculto, pelas experiências místicas e visionárias e pelos assuntos ligados a morte e ao nascimento. Mulheres Perséfone costumam se harmonizar e se encontrar nos Ciclos Menstruais e Lunares, dos quais ela deverá olhar para dentro de si, coisa que Perséfone tem grande facilidade e mais observar os ciclos lunares, coisas que ela também tem grande afinidade.

Mulher Artemis: regida pela Deusa das selvas, ela é prática, atlética, aventureira, aprecia a cultura física, a solidão, a vida ao ar livre, os animais, dedica-se a proteção do meio ambiente, aos estilos de vida alternativos e ás comunidades de mulheres, ou organizações feministas. Também é grande adoradora da lua.

Mulher Deméter: regida pela Deusa da colheita, ela é uma verdadeira mãe terra que gosta de estar grávida, de amamentar e de cuidar de crianças, está envolvida com todos os aspectos do nascimento e com os ciclos reprodutivos da mulher. Costuma gostar ou tende a criar hábitos caseiros, típica dona de casa ou se não transfere esse dom para cozinha. Grande ligação com a família ou transfere essa característica como mãezona dos amigos e sempre repleta deles. Zelosa com tudo e todos que ama, assim como carinhosa e caridosa.

Mulher Hera: regida pela Deusa dos céus, ela se ocupa do casamento, da convivência com o homem, mulheres líderes ou governantes de questões ligadas ao poder, extremamente autoritária. Antes da maturidade pode ser facilmente confundida com Atena, a grande diferença está no desejo maior de Hera em se casar.

Texto de Roberta Struzani do site 
http://odespertardofeminino.blogspot.com.br/2012/06/o-estudo-dasdeusas-interiores-atraves.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário