6 de mai de 2016

DanzaMedicina - Dia 01 #ODiarioDaLuaVermelha



Pare por alguns instantes, feche seus olhos e respire... Reduza os ruídos dentro de você. Observe um pouco mais sua respiração, entrando em contato com seus sentimentos, emoções... se tornando presente. A Lua Nova te convida a começar este ciclo se silenciando e internalizando.

Este é um momento em que seus pensamentos são como sementes que irão florescer durante seu ciclo. Portanto, consciência, quietude e auto observação são muito bem vindos neste período, para que possamos colher frutos saudáveis. É um momento de recomeçar, de renascer e nos recriar.
Esta é uma fase de escuridão, de acesso a nossas sombras, emoções reprimidas; de acesso ao nosso inconsciente.

Te convido a iniciar esta jornada pelos Mistérios do Feminino com um exercício simples: pegar lápis e papéis e escrever toda e qualquer impressão negativa que você possua a respeito de SER MULHER:

... Ficar menstruada é desconfortável? As oscilações de humor são ineficientes? Diminuem seu desempenho? Estar fértil é um risco? Parir é dolorido? Sua TPM é um incômodo? Como você se relaciona com seu corpo de mulher? Com seu sangue? Em algum momento você já considerou que preferia ter nascido homem, e que "tudo seria mais fácil"? 

Estes são apenas alguns exemplos de questionamentos. A priori pode ser que não façam sentido para você, mas mergulhe um pouco mais...Sinta seus ovários, mamas, útero, sua vulva... E ouça as memórias que existem neles. Escreva sobre qualquer sinal de desamor, desconexão, medo, abuso, agressão, culpa ou inferioridade que possa existir aí.

Não é necessário entrar em nenhum espaço de vitimização, acusação ou defesa... apenas entre em contato, se torne consciente, seja testemunha... sem julgamento; com equanimidade e compaixão...

A medida que você vai escrevendo, perceba como começa a acessar também as feridas de suas ancestrais, da linhagem feminina de sua família... Quais as dores que estas mulheres carregam, ou carregaram? Estas dores são reflexo de toda uma humanidade de um feminino ferido, e é a partir deste lugar que nosso trabalho começa.

Este será nosso primeiro passo; nos deixar acolher com confiança pelo manto negro da Lua Nova e entrarmos em contato com o que há de mais profundo em nosso Ser Mulher. 

Leve consigo estas palavras, estes papéis, e novos papéis em branco para que durante este ciclo lunar você possa alimentá-lo de novas percepções e sentimentos, a medida que#ODiárioDaLuaVermelha vai lhe guiando por esta jornada de cura e reconexão. 

Ao fim deste ciclo, sinta-se convidada a criar um ritual simples, porém de intenções profundas, honrando o Fogo Sagrado para queimar estes papéis e permitindo que ele transforme tudo isso em clareza, sabedoria, beleza, luz e brilho internos. Convide suas amigas para que esta chama aqueça mais e mais corações. 

~ Este é o primeiro de 29 textos sequenciais com informações e práticas para incorporamento e empoderamento dos Sagrados Saberes Femininos. Seja muito bem vinda... e boa jornada!!! 

Por Morena Cardoso.

Para receber sua Mandala da Lua (para mapeamento de seu ciclo lunar) se inscreva pelo www.danzamedicina.net . Para acompanhar os próximos textos curta a pagina da DanzaMedicina e receba semanalmente nossos posts em sua Timeline. Gratidão e Seguimos tecendo!

{Repos} Texto de Morena Cardoso do site DanzaMedicina (com permissão para repostar) Fonte: http://www.danzamedicina.net/blog/luanova-novociclo
http://www.imgrum.net/media/1051607860892673029_231320264


✨Dia 01#ODiarioDaLuaVermelha Pare por alguns instantes, feche seus olhos e respire... Reduza os ruídos dentro de você...
Publicado por DanzaMedicina em Domingo, 10 de janeiro de 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário