18 de mai de 2016

DanzaMedicina - Dia 13 #ODiarioDaLuaVermelha

Dia 13 #ODiarioDaLuaVermelha

Sinto muito. Me perdoe. Obrigada. Eu te amo.


Repetir estas frases mentalmente, como um mantra, é uma técnica conhecida como Hoponopono. Ela pode te auxiliar e muito no processo de autocura e conexão com o Sagrado Feminino, uma vez que reascende memórias antigas, limpa suas emoções e modifica seu padrão mental; trazendo um profundo senso de autoresponsabilidade com sua vida, seus sentimentos e suas relações. 

Experimente fazê-la tendo em mente cada mulher que lhe desperta ou despertou sentimentos de aversão, inimizade. 

Faça o mesmo com sua mãe e a linhagem de ancestrais femininas de sua família; cortando padrões negativos e limitantes que você carrega como herança, agradecendo pela vida, acolhendo, resignificando, perdoando. 

Um feminino curado é capaz de transformar a inveja em admiração, raiva em tolerância, comparação em inspiração, competição em parceria, crítica em compaixão, inimizade em amor, egocentrismo em união, o julgamento do outro em consciência de si. Sim, somos todas espelhos; tudo o que você vê fora é um reflexo de si mesma.

Repita estas frases às representações do masculino em sua vida; pai, ancestrais masculinos, parceiros e a teia do patriarcado construída em nosso inconsciente coletivo. 

Ao seu corpo físico. Peça perdão por muitas vezes ser omissa aos seus sinais. Peça perdão por cada momento em que você se permitiu ser tocada sem consciência e amor. Peça perdão por cada toxina consumida em forma de alimentos, vícios, falta de descanso e desconexão. Repita estas frases ao seu útero, a seus ovários, vulva, seios, a seu ventre e a seu sangue sagrado. 

Enquanto pratica o Hoponopono, permita que toda e qualquer memória venha à tona; abortos, violência obstétrica, abusos, desrespeito e violência... sinto muito, me perdoe, obrigada e eu te amo. 

Leve esta energia também à Terra. Peça perdão por permitirmos que arranquem seus dentes, suas unhas e seus cabelos. Agradeça, e cresça em seu amor de filha por nossa Grande Mãe. 

Por tudo, com tudo, e por todas as nossas relações! Que assim seja!

Texto: Morena Cardoso @danzamedicina 
Foto: @camilla_albano

{REPOST} Texto de Morena Cardoso do site DanzaMedicina (com permissão para publicar) Fonte: http://www.pikore.com/m/1060381713517258386_231320264

Nenhum comentário:

Postar um comentário