4 de mai de 2016

DanzaMedicina - A Importância de Menstruar #ODiarioDaLuaVermelha

A Importância de Menstruar
 #ODiarioDaLuaVermelha

Você já parou para se perguntar por que o ciclo menstrual da mulher é o mesmo que o da Lua? 

Você já parou para se observar durante este ciclo? Já percebeu as mudanças que ocorrem nos padrões do seu corpo, do seu nível de disposição, da sua sexualidade, dos seus sonhos ou das suas relações? 

✨ Já se perguntou por que em determinadas fases do seu ciclo você fica mais amiga e carinhosa, e na outra impaciente e indisposta? Por que quando várias mulheres estão juntas, começam a menstruar ao mesmo tempo? E por que tantas mulheres hoje em dia sofrem de disfunções no útero, nos ovários, infertilidade? 

✨ Você já se perguntou sobre a qualidade de informações que recebemos desde a nossa menarca a respeito de nossa menstruação, das pílulas anticoncepcionais, reposição hormonal, controle de fertilidade? E como isso reverbera em nossa conexão com a feminilidade? 

✨ A partir de hoje, início da Lua Nova, será lançado o projeto "O diário da Lua Vermelha": Um apanhado de textos que serão lançados diariamente e de forma sequencial, durante o ciclo de uma lua. O objetivo é oferecer a todas as mulheres uma plataforma de informações a respeito do Feminino Sagrado, difundindo, honrando e semeando estes saberes ancestrais de forma simples, clara e objetiva. Uma parceria entre os textos e composições de Morena Cardoso (DanzaMedicina) e a arte fotográfica de Camilla Albano (Camilla Albano - Fotografia)

O Nosso Sangue é Sagrado O seu sangue é sagrado, mulher! 

Este sangue guarda em sua estrutura toda a memória da história da humanidade. 
Ele é o veículo que possibilita a criação da vida e a manutenção da espécie humana na Terra. 
Este sangue, a cada mês, traz para a mulher a mensagem de que ela está saudável, de que seus órgãos e hormônios estão em equilíbrio; purificando nosso organismo e reequilibrando nosso sistema.
Como pode uma mulher dizer que se ama, se não ama algo tão parte de si quanto seu próprio sangue? 
Como uma mulher pode querer ser amada e respeitada se não honra a si mesma, completa e integralmente? 
Como pode culpar toda uma sociedade patriarcal se ela mesma não acolhe ao seu corpo e às especificidades de ser mulher?
A sua relação com seu sangue diz muito sobre como você se relaciona com o seu feminino; o valor que atribuímos a nossa menstruação é o valor que atribuímos a nós mesmas enquanto mulheres. 
Experimente a partir desde momento, quebrar as resistências e se abrir para experimentar uma nova relação com o seu sangue, com a "sua lua". Se dê a chance de ir percebendo as mudanças que isso te traz! 
Honrar seu sangue cria um novo senso de autoconfiança, compaixão e amor por si mesma.
Traz mudanças profundas em sua relação com seu corpo e com tudo aquilo que diz respeito a vida de uma mulher; sua sexualidade, suas relações, seus propósitos de vida.
Este sangue, ao sair de seu corpo, te permite a oportunidade de morrer e renascer desde o seu ventre. Isso significa deixar para trás tudo aquilo que você não necessita mais em sua vida e se purificar; hábitos, emoções, memórias, padrões e crenças limitantes, etc.
O seu sangue menstrual é uma chave; um portal para toda a sabedoria do feminino sagrado. Uma sabedoria que não está nos livros, que não pode ser comprada, vendida e nem ensinada. Uma sabedoria que só pode ser experenciada através desta íntima e pessoal reconexão com o seu sangue. 
Dê asas à mulher sagrada que te habita, através de seu divino corpo de mulher!
Fontehttp://www.danzamedicina.net/blog/osanguesagrado

{REPOST} Texto de Morena Cardoso do site DanzaMedicina (com permissão para publicar) Fonte: http://www.imgrum.net/media/1051730794209970563_215593681

Nenhum comentário:

Postar um comentário