20 de ago de 2016

20 DE AGOSTO - Celebração do Dia

Cerimonia hopi do casamento sagrado entre a Donzela Serpente e o Jovem Antílope, promovendo a fertilidade das colheitas.

Nos anos bissextos celebra-se Tse Che Nako, A Mulher Aranha, durante a Cerimonia da Flauta. Também chamada de Sussistinako, ela era considerada a Grande Mãe, criadora da vida e da Terra, tecelã dos fios sutis da criação. Quando chamada de Mulher Pensamento, é reverenciada como a criadora do fogo, da chuva, do relâmpago, do trovão e do arco-iris. É considerada a protetora das crianças e padroeira dos artistas e artesãos. Em seu aspecto escuro ela é A Mulher Bruxa (Witch Woman), podendo agir de forma malévola e vingativa.

Neste dia, em 1994, nasceu em uma reserva indígena nos Estados Unidos, uma vitela de búfalo branco. Esse nascimento simbolizou o retorno da Mulher Bufala Branca, divindade dos índios Lakota, que trouxe a dádiva e a sabedoria do ritual do Cachimbo Sagrado.

Celebração da deusa Inanna, na antiga Mesopotâmia, a criadora da vida, senhora do céu e da Terra, regente da natureza, da fertilidade e da sexualidade. Reverenciada como a Rainha do Céu, ela trouxe os dons da civilização e da escrita para o povo sumério, sendo por isso venerada durante milênios.


*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário