2 de set de 2016

02 DE SETEMBRO - Celebração do Dia

Original Painting by Mara Diop
Celebração de Asase Yaa, a Grande Mãe Terra do povo Ashanti, na África.  

Asase Yaa ou também Aberewa Asase Efua, era uma importante divindade da África Ocidental. Era a criadora da humanidade e condutora das almas após a morte. As pessoas invocavam-na na hora do plantio e também quando honravam seus ancestrais. Seu dia sagrado era a quinta-feira, quando a terra e os camponeses descansavam. O cristianismo encontrou uma forte oposição ao tentar mudar o dia do descanso e ao designar as igrejas como lugar de oração, já que o lugar sagrado era a terra, onde a Deusa morava. Até hoje os ashanti oram: "Mãe Terra, quando morrer, irei para teu ventre. Enquanto viver, dependo de ti. Por isso te amo e te reverencio".


Festival da Videira na Grécia, dedicado a Dioníso, o filho da deusa lunar Sêmele e à Ariadne, a deusa lunar de Creta

Ariadne era uma antiga deusa cretense, senhora da vegetação e do mundo subterrâneo, precursora de Perséfone, venerada somente por mulheres. Com a chegada dos gregos, convertendo à força seus seguidores, a deusa foi transformada em uma simples mortal, tendo ajudado o herói Theseu a sair do labirinto minoano ao dar-lhe um novelo de linha.

Cerimônia da deusa Gauri, na Índia, um aspecto pouco conhecido da deusa DurgaGauri significava "A Dourada", considerada a padroeira dos casamentos e dos nascimentos. Neste dia, as pessoas comiam e ofereciam-lhe doces com mel, para que a Deusa lhes abençoasse com a doçura da vida.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário