8 de set de 2016

08 DE SETEMBRO - Celebração do Dia

Antiga comemoração de Mami, também conhecida como MaMahMama Ninmah, a Mãe Criadora dos sumérios e protetora das mulheres durante o parto. As lendas descrevem como a deusa criou a humanidade modelando quatorze imagens de si mesma com barro vermelho. 

Depois de colocadas as imagens em duas fileiras unidas por uma ponte, Mami cantou e soprou sobre elas até que da fileira direita se levantaram os homens e da fileira esquerda as mulheres.


O culto a Mami atravessou o Mediterrâneo e foi recebendo novas interpretações. Em vez dos simples atributos maternais, ela tornou-se uma deusa guardiã da terra e das propriedades. Ao chegar em Roma, seu mito foi totalmente deturpado e sua imagem adquiriu características guerreiras, tornando-se Mah Bellona, uma deusa da guerra.

Celebração de Ki, a Deusa Mãe da Caldeia, a fonte primeira da vida e da matéria, a Mãe Terra ancestral.

Na Espanha celebrava-se, neste dia, Arian, a deusa da abundancia, da paz e do bem-estar, considerada a padroeira da Espanha celta.

Yemanja por Hrana Janto
Festa da Natividade no calendário cristão, comemorando o nascimento da Virgem Maria. Em Cuba, celebra-se Yemanjá com o nome de Virgem de Regla

Os descendentes dos iorubas oferecem até hoje, na véspera deste dia, sacrifícios de animais aos Orixás, acendendo também velas diante do altar católico. Apos a vigília, as pessoas vão dançando até a praia, acompanhadas por atabaques e cantando em sua língua nativa. Após a purificação com a água do mar, a procissão segue visitando as autoridades civis, outros altares e acaba no cemitério para homenagear os antepassados.

No Tibete, o Festival da Água celebra o espirito dos rios e fontes.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário