26 de set de 2016

26 DE SETEMBRO - Celebração do Dia

Celebração da morte de Tammuz, o consorte amado da deusa Ishtar, deus da vegetação da Babilônia transformado pelos gregos no belo Adônis. S

egundo as lendas, Tammuz morria anualmente para ressuscitar na primavera seguinte, simbolizando, assim, o ciclo das estações na natureza. Tammuz, assim como Dumuzi, o consorte da deusa Inanna, era um deus sacrificial, chamado de "O Ungido", título correspondente ao grego "Christos".

Na Irlanda homenageava-se, neste dia, Aibell, "A Encantadora", a regente dos Sidhe, as colinas encantadas, morada das fadas. Lendas posteriores transformaram-na em um espirito guardião das pedras de Killaloe, onde os viajantes que ouviam sua harpa magica encontravam a morte. 

Os irlandeses acreditavam que as fadas, principalmente as verdes, gostavam de ouvir e ensinar a tocar harpas protegendo, por isso, os bardos e os cantores.

Comemoração de Cosme e Damião, no Brasil, os "Ibeji" da Umbanda popular, com a distribuição de doces e roupas para as crianças pobres.

Ritual do Dia:
Aproveite a data para visitar um orfanato ou um hospital infantil e ajudar alguma criança carente, de forma efetiva e não apenas dando balas ou roupas.

Theseia, o festival grego em homenagem ao herói Theseu.

Antigamente, na Palestina, sacrificava-se, neste dia, um bode para apaziguar Azazel, o anjo caído, que representava o mal para os hebreus e era associado ao planeta Marte.

Nas tribos siberianas, venerava-se Umaj, a deusa protetora dos recém-nascidos, a quem eram oferecidas as placentas.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário