20 de out de 2016

20 DE OUTUBRO - Celebração do Dia

Dia dedicado à deusa pré-helênica Eileithya, a guardiã dos partos e dos recém-nascidos, posteriormente assimilada à deusa Ártemis

Uma deusa extremamente antiga venerada pelos egeus, Eileithya foi a parteira de todos os deuses e deusas da Grécia clássica. Segundo algumas fontes, ela foi a mãe de Eros, não o frívolo Cupido, mas a representação da força primordial da criação nascida do ovo primordial. Eileithya podia castigar uma parturiente, travando seus joelhos e fechando a pélvis, impedindo a passagem da criança. Para conseguir sua benevolente ajuda, sacrificava-se um cachorro e entoava-se seu nome sagrado.

Celebração de Pi-Hsia-Yuan-Chin, a "Princesa das nuvens azuis e púrpuras". Para os chineses taoístas, ela era uma divindade muito importante e muito amada. Assistida por um grupo de parteiras divinas, essa deusa auxiliava os partos, protegendo as mães e trazendo saúde e boa sorte para os recém-nascidos. Ela também era conhecida com os nomes de Sheng Mu - a mãe divina -, Yu Nu - a donzela de jade - e T'ien Hsien - a imortal celeste.

Chung Yeung, comemoração aos ancestrais na China e no Tibet, honrando as deusas Chang-O, Chih Nu, Kwan Yin, Hsi Ho, Nu Kwa, Tien Hou e Tou Mu.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário