6 de nov de 2016

06 DE NOVEMBRO - Celebração do Dia

Dia de Tiamat, a Grande Mãe da Babilônia, personificação de Tohu Bohu, o "Grande Vazio".

Conta a lenda que foi do corpo de Tiamat que o universo foi criado. O mito original afirma que essa criação foi feita apenas pela Grande Mãe. Modificações posteriores incluem a participação de seu filho, Marduk, que teria matado a mãe e dividido seu corpo em duas matades: da superior criou o céu e da inferior, a Terra. Em outros mitos, Tiamat tem um consorte, Apsu, o deus do céu, cuja função era fertilizar o Grande Vazio da Mãe com seu liquido seminal, representado pela chuva. Ele, no entanto, não era seu superior, nem mesmo seu igual, pois Tiamat era a verdadeira fonte de criação. Vários mitos descrevem o processo de criação como um fluxo continuo de energias originadas do sangue menstrual de Tiamat, armazenado no Mar Vermelho ou Tihamat, em árabe. Foi essa a razão pela qual, mesmo após a interpretação patriarcal do mito, na qual foi acrescentada a figura de Marduk - que teria matado Tiamat, o dragão do caos e criado o mundo com seu sangue, foi mantido na Babilônia, durante muito tempo, o calendário menstrual, celebrando os Sabbats e nomeando os meses do ano de acordo com as fases da Lua.

Na Índia, celebração das deusas Makaris, representadas por animais anfíbios, provavelmente crocodilos ou peixes gigantes, com patas de antílope e cabeças de corças. Elas eram consideradas deusas criadoras e chamadas de "peixes ígneos da vida".

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.
 http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário