10 de nov de 2016

10 DE NOVEMBRO - Celebração do Dia

Kali por Thalia Took
Kali Puji, na Índia, celebrando Kali, a terrível deusa escura que eternamente transforma a vida em uma fascinante dança da morte. 

Apresentando-se de uma forma atemorizadora, com a pele escura, a língua vermelha saltando da boca, ornada com um colar de caveiras e um cinto de mãos decepadas, Kali é a força do tempo que leva à destruição para que novas formas e novas eras possam surgir.

Kali é uma deusa muito popular na Índia, com seu retrato presente em todas as casas e com seus templos recebendo muitas oferendas, às vezes de sangue, de seus seguidores. 

Uma vez compreendido seu poder, ela oferece a libertação dos medos, principalmente o da aniquilação e a oportunidade de uma nova visão e aceitação da vida e da morte.

Na Escócia, festival celebrando a deusa Nicnevin, a caçadora selvagem, que rodopia no céu durante a noite para conduzir as almas em sua passagem. A equivalente irlandesa de Nicnevin é Cailleach Beara, a anciã da tríade ancestral da Grande Mãe, juntamente com Cailleach Bolus Corca Duibhne. Ela regia o inverno, secava a vegetação e soltava os rios nas enchentes.

Celebração da deusa dupla francesa da liberdade e da razão. Após a Revolução Francesa, realizava-se, neste dia, uma grande parada com o desfile de uma mulher representando a Deusa, que era coroada com folhas de carvalho na igreja de Notre Dame, local onde outrora havia um santuário da Deusa.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.
 http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário