15 de dez de 2016

15 DE DEZEMBRO- Celebração do Dia

Alcíone, de Troy Howell
Dia de Alcíone, a linda mortal que, por amor a um pescador, foi transformada no alcião, uma ave aquática, Seu nome foi dado à maior estrela da constelação das PlêiadesNo mito grego, as Plêiades ou Vergílias, eram as sete filhas da ninfa Plêione: 
Alcíone, Calaeno, Electra, 
Maia, Merope, Asterope e 
Taygete.

Nascidas na Arcádia, elas acompanhavam a deusa Ártemis em suas caçadas, até que a deusa transformou-as na constelação das PlêiadesSegundo a lenda, deste dia até o sétimo após o solstício de inverno, a energia mágica do alcião contribuía para que o tempo transcorresse calmo e tranquilo, já que o alcião fazia seu ninho no mar e acalmava o vento e as ondas com seu canto. 

As Pleiades são um grupo de sete estrelas, também chamadas de Sete Irmãs, facilmente reconhecíveis no céu. Sua aparição e desaparecimento coincidem com importantes fases climáticas, mudanças das estações e ritmos naturais. Por isso, desde a antiguidade, as Plêiades serviram como ponto de referencia para o cálculo dos calendários, marcação das celebrações, inicio ou fim das colheitas, fases propicias para caça, pesca ou plantio,festas e festivais.

Na antiga Mesopotâmia, as Sete Irmãs eram reverenciadas sob o nome de Kimah ou Ayish, na Índia elas eram as Krittikas e nas tribos norte-americanas simplesmente as Sete Irmãs

Nas lendas dos índios do Alto Amazonas, conta-se que Ceiuci, uma das Plêiades, veio a Terra e criou todas as especies de animais. Na lenda dos tupi-guarani, conta-se que Temiona, a criadora da vida, gerou uma filha, que tornou-se a constelação das Pleiades e um filho, que transformou-se na estrela Órion.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur. http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário