16 de dez de 2016

16 DE DEZEMBRO - Celebração do Dia

Festival de Sapientia, a Deusa da Sabedoria, em Roma.

Sapientia - do latim, Senhora Sabedoria, equivalente à grega Sophia - tornou-se uma deusa venerada pelos gnósticos, hermetistas, alquimistas, cabalistas e filósofos medievais. Era representada, às vezes, como a "Sereia dos Filósofos", despejando o vinho branco do conhecimento e o tinto da iluminação de seus seios, surgindo do Mar Universal. Os místicos renascentistas assemelham-na, às vezes, à sabedoria de Deus, à Deusa Interior, à Mãe Natureza ou à Virgem Maria. Descreviam-na como a rainha querida de Deus, a fundação primordial de toda a criação, apresentada como uma tríade: Sapientia Creans, a criadora; Disponans, a que une todas as coisas em harmonia e Gubernans, a Divina Providência, ou seja, aspectos da tríplice manifestação da Grande Mãe.

Uma antiga deusa romana da sabedoria e das profecias era Egeria, cujo nome, ainda hoje, é usado para designar as mulheres conselheiras. A lenda descreve-a como uma ninfa aquática que se apaixonou e casou com o rei Numa Pompilius, ensinando-lhe os rituais corretos de veneração a terra. Também foi Egeria quem nos deixou de legado as primeiras leis de organização das cidades. Mais tarde, ela tornou-se uma divindade completa, venerada pelas mulheres grávidas, que pediam-lhe presságios e orientações sobre seus filhos. Seu culto foi assimilado ao da deusa Diana, com quem dividia o altar e a fonte do bosque sagrado de Nemi.

Ritual do Dia:
Medite neste dia sobre aqueles aspectos de sua vida onde precise buscar ou demonstrar mais sabedoria. Invoque as deusas da sabedoria -Athena, 
Minerva, Sofia, Kista, Sapientia ou A Mulher Coruja - e peça a seu animal totêmico ou à Coruja Branca, que intercedam perante às Deusas e lhe tragam mensagens esclarecedoras, sinais ou presságios sobre como agir com segurança e sabedoria. 

 *informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur. http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário