17 de dez de 2016

17 DE DEZEMBRO - Celebração do Dia

Inicio da Saturnália, os doze dias de festejos dedicados aos deuses romanos da agricultura Saturno e Ops. Esse festival era marcado por extrema liberalidade e licenciosidade, com orgias, fantasias com máscaras, peças burlescas e troca de presentes entre amigos.

Por ser um tempo de transição entre a morte do velho ano e o nascimento do novo, havia um período de caos e abolição de regras e leis. Donos e escravos trocavam de lugares, os prisioneiros eram libertados e todas as atividades públicas e julgamentos eram suspensos. As crianças recebiam presentes e tinham várias regalias.

Esses festejos, precursores do Natal, existiam também em outras culturas, como em Creta, Tessália e Babilônia.

Saturno era o deus invocado no plantio das sementes, enquanto que Ops era a deusa da fertilidade e prosperidade. Por isso, esse é um dia favorável para encantamentos que atraiam a prosperidade e também para rituais de banimento de tudo aquilo que escraviza ou impede você de crescer ou progredir. 

Ritual do Dia:
Use os elementos correspondentes: sementes, azeitonas, lã, tesoura e vinho com especiarias para Saturno e arroz, essência de pinheiro, um véu, uma imagem de um campo de trigo e um pantáculo de prosperidade para Ops, abrindo sua percepção sutil e criando seu próprio ritual.

Celebração nórdica para Hlodyn ou Fjorgyn, a deusa primordial da Terra. Ela era a personificação da terra primitiva, não cultivada e vazia. Filha de Nat, a noite e Annar, a água, era uma das esposas de Odin e mãe de vários deuses. Era reverenciada no topo das montanhas de onde, segundo  o mito, ela esperava para unir-se com o céu.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur. http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário