31 de dez de 2016

31 DE DEZEMBRO - Celebração do Dia

No Brasil, celebra-se neste dia o Orixá Yemanjá, a Deusa Mãe ioruba da água salgada. 

Yemanjá ou Ymojá é uma das maiores deusas africanas. Em sua pátria, ela era a deusa ioruba regente do Rio Ogum, filha do mar, para cujo seio ela fluía. Era também a Mama Watta, a Mãe d'Água, que deu origem a todas as águas e gerou inúmeras divindades. Mesmo dormindo, ela criava, incessantemente, novas fontes de água. Era representada como uma mulher madura, com seios volumosos, longos cabelos negros, cercada de conchas e peixes, já que seu verdadeiro nome -  Yéyè Omo Ejá - significa "Mãe cujos filhos são peixes". Os vários nomes a ela atribuídos, na verdade, representam os sete caminhos pelos quais chega-se ao local de sua origem: mar, lagoa, rio, fonte, espuma, ondas e arrecifes. 

Seu culto atravessou o Atlântico, difundindo-se nas religiões afro-brasileiras, na santeria de Cuba e no vodu do Haiti. Ela foi sincretizada à Virgem Maria, adotando vários de seus nomes conforme o local do culto.

Ritual do Dia:
Sintonize-se com a intensa egrégora criada pelos adeptos de Yemanjá. Vista roupas brancas e leve uma oferenda para perto da água do mar, rio ou lagoa. Podem ser flores, colares, pulseiras, moedas, perfume, pentes, sabonetes, espelho ou champanhe. Agradeça a Yemanjá a proteção e peça-lhe um Ano Novo com muita luz, paz, saúde e amor, saudando-a na forma tradicional "Odó Iyá"!

Festa de Strenia, a deusa da terra e da abundância na Sicília, celebrando os dons de Pandora.

Danças do fogo em Samoa para a deusa do fogo vulcânico Pele.

Comemoração das Três Nornes, na Escandinávia, as deusas do destino.

Noite dos Desejos, no México e o Dia de Sorte, no Egito, celebrando a deusa com cara de leão Sekhmet.

Festa da Fada Dourada, no País de Gales.

Antiga celebração, na França, da deusa da abundância Abonde, equivalente da romana Abundita, da celta Habonde ou Habondia. Seu culto sobreviveu na Europa até a idade Média, reverenciada, especialmente, pelas bruxas e pelos magos.

Expulsão dos demônios do azar e chamada dos espíritos da sorte, no Japão. As pessoas, vestidas com máscaras grotescas e roupas de palha, andavam pelas ruas, fazendo muito barulho e coletando de cada casa dinheiro, bolos de arroz e saquê.


Cerimônia Hogmanay, para o deus solar Hogmagog, na Escócia, afastando os maus espíritos usando máscaras e fazendo barulho. 

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário