23 de jan de 2017

23 de Janeiro - Deusa Hathor

No Egito, celebração da deusa lunar Hathor, reverenciada com oferendas de leite, flores e cânticos às margens do Rio Nilo.


Hathor era a deusa da beleza, do amor e da arte. Era representada adornada com o globo lunar e com chifres de vaca. Por isso, a vaca e seu leite eram considerados sagrados, assim como na Índia. A lenda relata como Hathor, na forma de vaca, gerou o mundo inteiro e o próprio Sol, o deus . Hathor cuidava dos mortos quando eles chegavam no Mundo Subterrâneo, amamentando-os com seu leite.


*****************************
MitologiaHathor, embora tenha sido representada de várias formas, foi principalmente associada à vaca alada da criação. Como Deusa do nasci-mento e da morte, recebeu o crédito de ter criado o corpo para que o espírito imortal habitasse nele. Como criadora do corpo, ela também governava todos os prazeres corporais: som, música, canto, dança, arte, amor e toque. Diz-se que ela presidia o nascimento de cada criança e revelava o padrão de seu destino. Ela foi adorada no Egito por mais de 3 mil anos.

Significado da cartaHator está aqui para dizer que o caminho da totalidade para você es-tá em ligar-se ao que lhe traz prazer e em sentir o prazer. Acaso lhe ensinaram que o prazer é proibido, algo pecaminoso ou mau? Você está tão ocupada cumprindo seus compromissos que o prazer fica rele-gado ao último lugar em sua lista de prioridades? Você nega o prazer para ir trabalhar? PARE! É hora de mudar tudo isso. O prazer alivia a tensão, relaxa e revigora você. Prazer é o modo como o corpo expressa saúde e vitalidade. É o óleo que mantém você lubrificada e viçosa. Hator diz que já que você escolheu estar aqui num corpo físico, você poderia também aproveitá-lo. Não espere que os outros atendam a essa necessidade. Planeje dar diariamente um prazer a si mesma e você encontrará a satisfação dançando em sua vida.

Sugestão de ritual: Pausa para o prazer 
Isso pode ser feito em qualquer lugar, ou você pode reservar um horá-rio e local especiais para isso no seu dia. Reserve um período longo ou curto, como for mais apropriado para você. Inspire profundamente e, à medida que expira, relaxe. Respire fundo outra vez e, quando expirar, dê a si mesma um momento de prazer. Pode ser apenas o prazer de estar sentada e respirando. Talvez você prefira caminhar pela floresta, aquecendo-se ao sol, sentar-se no círculo sagrado do Eu (ver Durga, pp. 69-71), olhar um quadro, ler um livro ou ouvir música — tudo o que lhe der prazer. Seja o que for, dê a si mesma de verdade ou por meio de visualização. O que lhe dá prazer pode mudar ao longo do tempo. Se não souber o que lhe dá prazer, pense nessa questão, abra-se a ela, seja receptiva para encontrar a resposta e, quando a encontrar, dê isso a si mesma.

Hator - PRAZER

Quando você vem a mim eu tomo o seu espírito das estrelas 
e o visto 
num corpo de sensação 
para delicadamente concentrá-la na forma para benignamente aquecê-la na bem-aventurança 
Você está aqui para sentir o deleite desfrutar a recompensa 
conhecer a satisfação ter prazer 
em todos os caminhos de todas as maneiras em todos os aspectos 
O prazer toma-a suculenta faz seus olhos cintilarem anima a sua energia vital requinte da existência
é o prazer 
Prepare-se para sentir-se muitíssimo bem

*data extraída da Mandala Lunar 2017Ieve Holthausen, Naíla Andrade e Vic Campello *informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur. *informações extraídas do livro “O Oráculo da Deusa" de Amy Sophia Marashimsky. *imagem Emily Balivet

Nenhum comentário:

Postar um comentário